fbpx

Artistas brasileiros estão conquistando cada vez mais espaço na cena internacional

Conheça alguns nomes que estão em cartaz, representando a arte brasileira, nos mais importantes museus e galerias do mundo.

 

Cildo Meireles– Artista plástico em exposição permanente no Tate Modern em Londres, Inglaterra. “Babel” é uma das obras do artista que se encontra em exposição no museu. Se trata de uma torre composta por aparelhos de rádios de diferentes modelos e épocas, cada um sintonizado em uma frequência diferente no volume mais baixo.

 

 

 

 

 

Ana Maria Maiolino– Artista terá suas obras expostas no The Museum of Contemporary Art em Los Angeles, EUA. Os visitantes têm a oportunidade de acompanhar em retrospectiva a história da arte brasileira pós-guerra passando pelos principais movimentos artísticos com trabalhos produzidos desde a década de 60.

 

 

 

 

 

Leda Catunda, Lenora de Barros, Tunga, entre outros – Artistas em exposição no Phoenix Art Museum em Phoenix, EUA com o trabalho “Past/Future/Present: Contemporary Brazilian Art from the Museum of Modern Art, São Paulo”, que traz obras de 59 artistas brasileiros mostrando um panorama entre a arte produzida em 1990 e 2010.

 

 

 

 

 

Tarsila do Amaral – Uma das mais importantes pintoras brasileiras da história tem exposição inteiramente dedicada a suas obras no Art Institute of Chicago localizado em Chicago, EUA. São 120 peças selecionadas para mostra.

 

 

 

 

 

 

 

 

Hélio Oiticica, Anna Maria Maiolino, Darcílio Lima e Abraham Palatnik – Artistas Brasileiros que fazem parte da exposição “Delirious. Art at The Limit of Reason” juntamente a mais 58 artistas de diferentes nacionalidades no The MET Museum em Nova York, EUA. A mostra destaca obras ousada criadas entre 1950-1960.

 

 

 

 

 

Jonathas de Andrade – Artista utiliza a fotografia, vídeos e instalações para retratar a identidade Brasileira no Fundación Jumex situado na Cidade do México, México. Seu trabalho,
“Visões do Nordeste”, está voltado principalmente ao contexto social do nordeste e sua intima relação com a colonização do Brasil.

 

 

 

 

 

Waldemar Cordeiro – Artista da obra “Gente Ampli*2” participa de exposição que destaca os trabalhos realizados no ano de 1959 e 1989, vanguarda artística e tecnológica, quando começou o uso da computação como meio de expressão no MoMA em Nova York, EUA.

 

 

 

 

 

 

 

Eduardo Kobra – Com exposições permanentes em diversas cidades de diferentes países do mundo, agora trabalha em mural de uma estação de trem de Mumbai, na Índia, com a imagem do líder pacifista Mahatma Gandhi.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Também quer ser reconhecido dentro da sua modalidade de trabalho artístico? Divulgue suas obras em nosso hub de arte, crie a sua página de artista clicando aqui.

Tem sugestões de matérias para nosso blog? Envie um e-mail para suporte@artluv.com.br

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • chat
    Adicionar um comentário